Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/20.500.11960/1144
Title: Impacte da exploração de pedreiras na qualidade da água do Rio Manco, por análise da comunidade de macroinvertebrados bentónicos
Authors: Carvalho, Ana Rita Oliveira Pereira de
Advisor: Mourão, Isabel de Maria Cardoso Gonsalves
Antunes, José Carlos
Keywords: Pedreiras;Macroinvertebrados bentónicos;Águas superficiais;Índices bióticos;Qualidade da água;Quarries;Bentic macroinvertebrates;Superface water;Biotic indices;Water quality
Issue Date: 16-Apr-2012
Abstract: Com o crescimento da população e principalmente após a Revolução Industrial, aumentaram significativamente as fontes e tipos de poluição, nomeadamente das águas superficiais. A indústria de extracção de recursos geológicos constitui uma fonte de poluição a vários níveis, nomeadamente dos cursos de água. Na bacia hidrográfica do rio Manco, estão identificadas pedreiras, pelo que se torna importante realizar uma análise da qualidade da água deste rio, de forma a identificar o possível impacte desta actividade nas águas superficiais. O objectivo do presente trabalho foi o estudo do impacte das pedreiras na qualidade da água do rio Manco, através da análise das comunidades de macroinvertebrados bentónicos. Foram realizadas amostragens em três pontos do rio Manco: a jusante da zona das pedreiras, perto da foz (A), num local intermédio, numa zona de confluência de afluentes provenientes de zonas de extracção (B) e a montante da zona das pedreiras (C). Foram analisadas as variáveis ambientais e os parâmetros físico-químicos da água. Calculou-se a riqueza em famílias dos macroinvertebrados (s), assim como os índices de Shannon-Weaver (H’), de equitabilidade de Pielou (J’) e percentagem de taxa Ephemeroptera, Plecoptera e Trichoptera (EPT). Os índices bióticos calculados foram o Iberian Biological Monitoring Working Party (IBMWP), o Average Score Per Taxon (ASPT) e o Índice Biótico de Famílias (IBF). Os organismos foram também analisados ao nível dos grupos tróficos. O maior valor de riqueza em famílias registou-se no ponto B, assim como a maior percentagem de EPT. O índice de Shannon-Weaver e de Pielou foram superiores no ponto A. Quanto aos índices bióticos, todas as estações pertenceram à Classe I do IBMWP, correspondendo à classe de melhor qualidade da água. Contudo, o ponto A apresentou um baixo valor dentro desta categoria. O ASPT aumentou de jusante para montante e o IBF, contraditoriamente, mostrou que a qualidade da água melhorou de jusante para montante. Sugere-se a não inclusão deste índice em estudos como o do presente trabalho, uma vez que muitas das famílias colectadas não são contabilizadas neste índice, o que poderá provocar uma avaliação menos precisa. Quanto ao modo de alimentação, nos três pontos de amostragem, os colectores estavam representados em mais de 50%, tendo sido o ponto A o que apresentou menor variabilidade de grupos tróficos. No presente estudo, o índice biótico IBMWP foi o índice aparentemente mais adequado para a determinação da qualidade da água deste rio. O ponto de amostragem A foi o local que apresentou pior qualidade da água, o que poderá estar relacionado com o facto de este se localizar numa zona com maior influência antrópica, desenvolvendo-se ao longo de uma zona habitacional com actividade agrícola. O ponto de amostragem B, apesar de ter apresentado uma maior concentração de nitrato, provavelmente resultante da actividade de extracção de pedra a montante e/ou de actividades agrícolas, não apresentou sinais de alterações ao nível da comunidade de macroinvertebrados, apresentando um elevado valor de riqueza em famílias, diversidade, equitabilidade e EPTs, assim como uma elevada pontuação do índice biótico IBMWP. Possivelmente, os afluentes do rio Manco restabeleceram a sua qualidade ao longo do seu percurso, desde as zonas de extracção até à confluência com o curso principal. Em estudos posteriores, deveria proceder-se à amostragem em vários pontos ao longo dos afluentes, de forma a verificar os impactes das pedreiras na qualidade da água nos troços mais próximos das mesmas, assim como a partir de que ponto a água poderá restabelecer a sua qualidade. É importante que as entidades competentes e a sociedade em geral estejam alertas para os impactes que a actividade de extracção de recursos geológicos pode gerar, no sentido da preservação dos recursos naturais, nomeadamente da água.
The increase in world population, especially after the Industrial Revolution, also increased significantly the sources and types of pollution, including contamination of the surface waters. The mining industry of geological resources is a source of pollution at different levels, including water courses. In Manco River’s basin quarries are identified, so it is important to perform an analysis of water quality of this river, in order to identify possible impact of this activity in surface waters of the area. The aim of this thesis was to study the impact of quarrying in the Manco River’s water quality, through the analysis of benthic macroinvertebrate communities. Samples were taken at three stations in this river: downstream of the quarry area, near the mouth (A), at a midpoint, in the area of confluence of tributaries from mining areas (B) and upstream of the quarry area (C). Environmental variables and water physicchemical parameters were analysed. It was estimated the macroinvertebrates family richness (s), as well as the Sannon-Weaver index (H’), Pielou equitability index (J’) and the Ephemeroptera, Plecoptera and Trichoptera (EPT) percentage. The biotic indices calculated were the Iberian Biological Monitoring Working Party (IBMWP), the Average Score Per Taxon (ASPT) and the Family Biotic Index (FBI). The organisms were also analysed in terms of trophic groups. The highest family richness was recorded at station B, as well as the highest EPT percentage. The Shannon-Weaver and Pielou indices were higher at station A. For the biotic indices, all the stations belonged to IBMWP Class I, corresponding to the class of better water quality. However, station A showed a low value within this category. ASPT increased from downstream to upstream and FBI, contradictorily, showed that water quality improves downstream to upstream. It was suggested to not include this index in studies as the present work, since many families collected are not counted in this index, which may lead to a less precise evaluation. Concerning the feeding groups, collectors represented more than 50% of the total macroinvertebrates in the three stations and station A showed the lowest variability of trophic groups. In this study, the biotic index IBMWP seemed to be the most effective to determine water quality. The point with worst water quality was the sampling station A, which may be related to its location in an area with greater anthropogenic influence, both as a residential area and agriculture activities. The sampling station B, despite having a higher nitrate concentration probably due to the upstream mining activity and/or agriculture activity, showed no changes in macroinvertebrate community, a high value of family richness, diversity, equitability and EPT, as well as a high biotic index IBMWP score. Possibly the Manco River’s streams restored its quality along its route, from mining areas to confluence with the main course. Further studies should include sampling at various stations along the streams, to determine the quarrying impacts on water quality in the sections close to them and also, the point from which the water may restores its quality. It’s important that the competent authorities and society are aware of impacts that geological resources extraction activities can generate, towards the preservation of natural resources, especially water.
Description: Dissertação de mestrado em Gestão Ambiental e Ordenamento do Território, apresentada à Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Viana do Castelo
URI: http://hdl.handle.net/20.500.11960/1144
Appears in Collections:PA - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Ana_Carvalho_2176.pdf3.21 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.