Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/20.500.11960/1288
Title: Produtos de apoio para a prestação de cuidados ao doente paliativo: necessidades e expectativas do cuidador
Authors: Silva, Ana Isabel Coutinho Cunha da
Advisor: Graça, Luís Carlos Carvalho
Keywords: Cuidados paliativos;Cuidador;Dependência nas AVD;Produtos de apoio;Terapia ocupacional;Palliative care;Caregiver;Dependence in ADL;Assistive products;Occupational therapy
Issue Date: 9-Mar-2015
Abstract: Com o aumento da prevalência de doenças crónicas e incuráveis, associadas a um elevado índice de dependência funcional do doente paliativo, os cuidadores informais vêem-se confrontados com a necessidade de prestar cuidados cada vez mais diferenciados aos seus familiares. O presente estudo teve por objetivo avaliar as necessidades expressas pelo cuidador informal durante a prestação de cuidados ao doente paliativo e avaliar as expectativas do cuidador informal para a utilização de produtos de apoio. Optou-se por um estudo quantitativo, de carácter exploratório e descritivo, cuja amostra compreende 31 doentes paliativos e os seus cuidadores informais. Como instrumentos de colheita de dados utilizaram-se o Índice de Barthel, para determinar o grau de dependência funcional do doente e dois questionários destinados ao cuidador informal e ao doente paliativo. A maioria dos doentes paliativos apresenta dependência total do cuidador. As AVD em que mais doentes dependem do cuidador são o banho – 100% dos doentes -, o vestir/despir, controlo da bexiga, mobilidade e subir/descer escadas, na ordem dos 75% da amostra. Quanto às AVD com maior taxa de independência do doente, encontrou-se o controlo intestinal, a alimentação e a higiene pessoal. Quanto aos produtos de apoio, 87,1% dos cuidadores são utilizadores destes, sendo que os a que mais recorrem são a cadeira de rodas (63,0%), o colchão anti-escaras (63,0%) e a cama articulada (55,6%). Quanto à forma como os doentes paliativos e seus cuidadores tiveram acesso aos produtos de apoio, o mais referido foi a compra particular (48,1%), seguido do empréstimo ou cedência gratuita (22,2%) e 3,7% beneficiaram de prescrição médica. Os 4 cuidadores que não são utilizadores de produtos de apoio, referem necessitar de cama articulada e colchão anti-escaras – 75% -, banco de chuveiro, cadeira de banho e cadeira de rodas – 25%. Observa-se elevada satisfação com os produtos de apoio que utilizam, nomeadamente por considerarem prestar melhores cuidados, seguido de fazer as coisas com mais facilidade e por último fazer menos esforço. Os produtos de apoio constituem-se como importante recurso para a prestação de cuidados pelos cuidadores informais.
With an increasingly prevalence of chronic and incurable diseases, associated with a high rate of functional dependence of the palliative patient, informal caregivers are faced with the need to progressively provide differentiated care to their families. This study aimed at assessing the needs expressed by the informal caregiver while delivering palliative care to the patient and the expectations of the informal caregiver on the use of assistive products. A quantitative study, exploratory and descriptive, was selected. The sample comprised of 31 palliative patients and respective caregivers. The data instruments used were the Barthel Index, to determine the functional dependence of the patient, and two questionnaires for the informal caregiver and the palliative patient. Most of palliative patients present total dependency on their caregiver. ADL in which most patients are dependent on their caregiver is bath - 100% of patients – and dressing / undressing, bladder control, mobility and up / down stairs are around 75% of the sample. ADL with the highest rate of patient independence are bowel control, eating and personal hygiene. With regards to assistive products, 87,1% of these caregivers use them. The ones used more frequently are the wheelchair (63,0%), anti-bedsore mattress (63,0%) and the hinged bed (55,6%). Regarding how palliative patients and their careers have access to assistive products, the most referred was the particular purchase (48,1%), followed by loan or free transfer (22,2%) and 3,7% benefited from medical prescription. 4 caregivers who are not users of assistive products, refer the need hinged bed and anti-bedsore mattress - 75% -, shower bench, shower chair and wheelchair - 25%. High satisfaction was observed with the assistive products used. Particularly due to the fact that it is considered to facilitate provision of better care, followed by enabling tasks' completion easily and ultimately require less effort. Assistive products constitute themselves as an important resource for the provision of care by informal caregivers.
Description: Dissertação de mestrado em Cuidados Paliativos apresentada na Escola Superior de Saúde do Instituto Politécnico de Viana do Castelo
URI: http://hdl.handle.net/20.500.11960/1288
Appears in Collections:ENF - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Ana_Silva.pdf1.18 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.