Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/20.500.11960/1351
Title: Auditoria energética : edifício da Escola Superior de Tecnologia e Gestão : caso de estudo
Authors: Araújo, Ivo Jerónimo da Silva
Advisor: Curado, António
Keywords: Auditoria energética;Eficiência energética;Edifícios de serviços;Consumo de energia;Energy audit;Energy efficiency;Services building's;Energy consuption
Issue Date: 29-Jul-2015
Abstract: O aumento progressivo do consumo da energia no mundo atual e por conseguinte as emissões de Gases com Efeito de Estufa (GEE) tem provocado alterações climáticas por via do aquecimento global. Neste contexto, têm vindo a ser tomadas medidas previstas pelo Protocolo de Quioto que fixam valores máximos para as emissões de GEE. Os países que subscreveram o Protocolo vêm implementando medidas e políticas para a redução das referidas emissões. Assim, e no âmbito da diretiva do Parlamento Europeu e do Conselho 2010/31/CE, a União Europeia assumiu o compromisso de reduzir até 2020 as emissões globais de gases com efeito de estufa em pelo menos 20% em relação aos níveis de 1990 e Portugal através da Resolução do Conselho de Ministros n.º1 /2008 assumiu o compromisso de limitar o aumento das suas emissões de gases com efeito de estufa em 27%, no período de 2008-2012, relativamente a valores de 1990. No projeto em curso propõe-se a realização de uma auditoria energética à Escola Superior de Tecnologia e Gestão (ESTG) que pertence ao Instituto Politécnico de Viana do Castelo (IPVC). Os principais objetivos do estudo são: efetuar a caracterização geral do edifício de um ponto de vista técnico, com identificação e caracterização das soluções construtivas da envolvente e dos seus impactos no comportamento térmico do mesmo, de um ponto de vista estritamente qualitativo, efetuar a identificação e a caracterização de equipamentos e sistemas energéticos, efetuar a discriminação dos gastos energéticos dos diferentes sistemas e equipamentos instalados e avaliar os seus impactos na faturação energética, e por fim avaliar um conjunto de medidas de melhoria da eficiência energética. A metodologia adotada para o trabalho consistiu na desagregação dos vários consumos de energia através das suas faturas. No terreno foi efetuada uma caracterização dos edifícios e dos sistemas energéticos instalados. No seguimento deste estudo foram efetuadas medições diretas através de dois analisadores de rede e de um analisador de gases. O projeto permitiu obter as seguintes conclusões: no período de referência (2012), o edifício da ESTG apresentou um consumo de energia final de 182,81 teps. Do consumo total de energia consumida, 74% foi de eletricidade, que corresponde ao triplo do consumo do gás natural que foi de 23%. O consumo de pellets apenas chegou aos 3%; o encargo com o consumo total de energia foi de 138 714€. Na eletricidade foram gastos 94 674€ que corresponde a 68% dos encargos. Com o gás natural obteve-se um gasto de 40 498€ e 3 542€ com as pellets. Na sequência do estudo de sensibilidade realizado, pode afirmar-se que com pequenas mudanças nos hábitos de consumo, são obtidas poupanças energéticas consideráveis. Os estudos técnico – económicos efetuados neste projeto apresentam soluções viáveis. Na substituição/reparação da bateria de condensadores obtemos um período de retorno de cerca de 2 meses, sendo que o lucro no final do ano ronda os 8 000€. O estudo de alteração da iluminação dos corredores da ESTG garante que todas as soluções analisadas são rentáveis: obtém-se uma maior rentabilidade com a substituição por balastros eletrónicos, já que têm um retorno num intervalo de tempo de 0,33 anos. No entanto, o benefício total dentro do período de análise (5 anos) é superior na solução de substituição por lâmpadas LED, com um benefício próximo de 9 000€ mais, obtido para todo o período de retorno do investimento comparativamente com os balastros eletrónicos.
The progressive rise of worldwide energy consumption and greenhouse gas emissions (GHG), have been causing climate change lead by global warming. In this context, measures have been taken since the Kyoto Protocol that limits the maximum output of GGE. The countries that have signed the protocol have been implementing measures and policies targeted to the reduction of GHG. This way, and under the directive of the European Parliament and The Council 2010/31/CE, the European Union took the commitment of reducing GHG emissions by 20% until 2020 compared with the GHG levels of 1990. Portugal took the commitment and started implementing measures such as the Resolution of Ministry Council 1/2008, by cap the increase of GHG to 27% through 2008-2012 comparatively to 1990. The current project proposes an energy audit to IPVC’s Escola Superior de Tecnologia e Gestão - ESTG. The main goals of the study are: to create a strictly qualitative general profile of the building from a technical perspective, with focus on the building’s construction strategy and its impact on the thermal behavior; recon and profile of equipment and energy systems; scrutinize energy expenditure of the different systems and equipment installed and evaluate its impact on the energy billing; and at last to evaluate a set of measures for energetic efficiency improvement. The methodology used for this project, consisted in the segregation of the many forms of consumption through their invoices. On the terrain, the buildings and their installed energy systems were characterized. Following this study, direct measures were taken through two network analyzers and a gas analyzer. This project yielded the following conclusions: during the reporting period (2012), ESTG’s buildings presented a final energy consumption of 182,81 TOE. From total consumption, electricity was 74%, which corresponds to triple the consumption of natural gas, which weighed in at 23%. The consumption of Pellets reached only 3% of the total; the total charge for energy consumption was 138 714€. With electricity, the spending was 94 674€ which corresponds to 68% of the total. Natural gas had 40 498€ of the total cost and pellets accounted for 3 542€. Following an awareness study, it can be stated that with small changes on the consumption habits, energy savings are obtained. The techno-economic studies elaborated in this project present feasible solutions. With replacement/repair of the capacitor array, there’s a Return On Investment (ROI) of about 2 months, and the profits per year are circa 8 000€. The study for the alteration of the hallways lighting at ESTG supports that the analyzed solutions are lucrative: The replacement of the current ballasts with electronic ballasts has a ROI of 0,33 years. However, the total benefit within the analysis period (5 years) is superior if the replacement is done with LED lights, with an approximate total profit of 9 000€ throughout the ROI period over the electronic ballasts.
Description: Mestrado em Sistemas de Energias Renováveis na Escola Superior de Tecnologia e Gestão do Instituto Politécnico de Viana do Castelo
URI: http://hdl.handle.net/20.500.11960/1351
Appears in Collections:EE - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Ivo_Araújo.pdf7.43 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.