Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/20.500.11960/1365
Title: A importância da organização do espaço no jardim-de-infância : áreas preferidas das crianças
Authors: Silva, Carla Sofia Martins da
Advisor: Marques, Gonçalo Nuno Ramos Maia
Keywords: Jardim-de-infância;Áreas;Sala de actividades;Crianças;Educador;Kindergarten;Areas;Activity room;Children;Educator
Issue Date: 7-Oct-2011
Abstract: No Jardim-de-infância todas as salas de actividades estão, na sua maior parte, organizadas por áreas, sendo que estas não são estanques, podendo e devendo o educador criar novos conteúdos, desde que isso corresponda a uma expectativa por parte das crianças. É fundamental o educador conhecer quais as áreas de preferência de cada uma das crianças. Mas, por mais que o educador queira inovar e modificar a sua sala, por vezes há poucos meios para isso. No modelo curricular High Scope, a organização do espaço educativo ocupa um papel central na construção de aprendizagens. Um educador deve procurar tornar a sua sala de actividades num local em que as crianças gostem de estar, que lhes proporcione múltiplas e diversificadas experiências e que, de certo modo, vá de encontro às suas preferências, pois cada criança tem gostos e interesses diferentes. Normalmente, há uma tendência para escolher sempre a mesma área, sendo aqui essencial o papel do educador no acompanhamento da escolha das crianças de modo a garantir que estas experimentam todos os recursos disponíveis. Nestas idades, as crianças “aprendem fazendo” por isso, é importante que experimentem e vivenciem tudo. Este estudo mostra as preferências de cada criança e é bastante interessante reparar nas diferenças existentes de sala para sala.
In kindergarten almost every classroom is organized in different areas that can be changed from time to time. The educator can and should create new activities as long as they correspond to the children’s expectations. It is fundamental for the educator to know the areas of preference of each child. However, sometimes the educator wants to innovate and change the classroom where he/she works but the means or support to do that are not always available. The organization of the educative space plays a central role in the construction of learning in the High Scope curricular model. An educator must always try to transform his/her classroom in a place where children enjoy being, providing them multiple and varied experiences according to their preferences, because each child has different tastes and interests. Usually, there is a tendency to choose always the same area. Thus, the role of the educator in accompanying the children’s choice is essential to make sure they experiment all the areas. Children within this range of ages learn by doing, so it is important for them to experiment and live all there is to live. This study shows the preferences of each child and it is very interesting to notice the differences there are in different classrooms.
Description: Relatório Final de Prática de Ensino Supervisionada do Mestrado em Educação Pré-escolar apresentada na Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Viana do Castelo
URI: http://hdl.handle.net/20.500.11960/1365
Appears in Collections:FEI - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Carla_Silva.pdf4.25 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.