Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/20.500.11960/1458
Title: Desafios matemáticos como potenciadores da criatividade e da relação escola-família: contributos de um estudo no 4º ano do 1º CEB
Authors: Ramos, Sofia Margarida Ribeiro
Advisor: Fonseca, Lina Maria Dias da
Keywords: Relação escola-família;TPC;Desafios matemáticos;Criatividade;School-family partnership;Homework;Mathematical challenges;Creativity
Issue Date: 19-Nov-2015
Abstract: A relação efetiva entre a escola e a família é promotora de sucesso escolar dos alunos (Epstein, 2002), o que pode ser particularmente importante quando nos referimos à Matemática, já que esta disciplina se encontra envolta de conceções negativas que são muitas vezes transmitidas entre gerações (Ponte, 1992). O presente estudo desenvolveu-se no âmbito da Prática de Ensino Supervisionada II (PESII), numa turma do 4º ano de escolaridade em que se detetou uma exploração da Matemática baseada no manual escolar, a par de uma participação pouco significativa das famílias na escola e no acompanhamento ativo do percurso académico dos alunos. Em resposta a esta situação adotou-se uma metodologia de trabalho da Matemática baseada na realização de desafios matemáticos semanais em família. Neste contexto, desenvolveu-se um estudo para perceber se a atração dos alunos pela matemática e a sua criatividade podem ser potenciadas pela resolução cooperativa (aluno-familiares) de desafios matemáticos semanais. Definiram-se as seguintes questões de investigação: a resolução cooperativa A-F de desafios matemáticos semanais potencia a relação escola-família?; a resolução cooperativa de desafios matemáticos semanais promove a atração dos alunos pela matemática e o desenvolvimento da sua criatividade?: que evidências de implicação demonstram os alunos relativamente aos desafios matemáticos?; que aspetos da criatividade demonstram os alunos na resolução dos desafios matemáticos?. Situado no paradigma interpretativo, no estudo de caso qualitativo realizado usaram-se desafios, fotografias, entrevistas e questionários para a recolha de dados. O estudo evidencia uma associação positiva entre o envolvimento das famílias e a implicação dos alunos com a matemática, verificando-se também uma crescente motivação dos participantes mais ativos na apresentação de respostas cada vez mais diversificadas e originais. Os familiares participantes estabeleceram uma comunicação semanal com a professora estagiária, mostrando valorizar a prática desenvolvida. A reflexão que envolve este estudo e é partilhada de forma geral em todo o relatório é reflexo da prática da investigadora que adotou ao mesmo tempo o papel de professora estagiária do grupo e com ele cresceu e deu os primeiros passos na arte de educar.
The effective family-school partnership promotes the academic success of students (Epstein, 2002) which can be particularly important when referring to mathematics once this subject is shrouded in negative conceptions that are often transmitted through generations (Ponte, 1992). This study was developed under the Supervised Teaching Practice II (PESII) in a 4th grade class which was perceived an exploration of mathematics based on the school manual along with a minimal participation of the families on the school and on the active monitoring of the academic career of the students. In response to this situation, a methodology work in mathematics was adopted based on the implementation of weekly mathematical challenges in family. In this context, a study was developed in order to understand if the attraction of students for mathematics and their creativity can be enhanced by the cooperative resolution (student-family) of weekly mathematical challenges. The following research questions were defined: does the cooperative resolution (S-F) of weekly mathematical challenges enhance the family-school partnership? Does the cooperative resolution of weekly mathematical challenges promote the attraction of students for mathematics and the development of their creativity? Which evidences of involvement, do the students demonstrate in relation to the mathematical challenges? What aspects of creativity do students show on the resolution of mathematical challenges? Base on the interpretive paradigm, and in the qualitative study case conducted were used challenges, photos, interviews, questionnaires for data collection. The study reveals a positive association between family involvement and the involvement of students with mathematics, it is also verified a growing motivation of the most active participants in the presentation of increasingly diverse and original answers. The members of the family who participated established a weekly communication with the trainee teacher, valuing the developed practice. The reflexion that involves this study and it is shared in general in all the report show the state of mind and the practice of the researcher who adopted at the same time the role of trainee teacher of the group, grew with the students and took the first steps in the art of educating.
Description: Relatório Final de Prática de Ensino Supervisionada do Mestrado em Educação Pré-escolar e Ensino do 1.º Ciclo do Ensino Básico apresentado na Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Viana do Castelo
URI: http://hdl.handle.net/20.500.11960/1458
Appears in Collections:FPEB - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Sofia_Ramos.pdf18.38 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.