Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/20.500.11960/1536
Title: Descobrir a identidade usando a fotografia: investigação-acção numa turma do 5º ano
Authors: Fernandes, Severino Domingos Mendes
Advisor: Almeida, Célia Maria de Castro
Keywords: Educação artística;Identidade;Escola inclusiva;Fotografia;Artistic education;Identity;Inclusive school;Photography
Issue Date: 27-May-2011
Abstract: Num mundo globalizado, onde se intensificam e se alargam os processos de intercâmbio cultural, bem como se multiplicam as identidades específicas e particularistas, a consciência de si e do outro tende a esbater-se. A multiculturalidade, cada vez mais exacerbada na contemporaneidade, requer uma educação capaz de proporcionar aos alunos não só uma maior consciência de si, mas também do meio cultural onde se inserem e das diferentes realidades do mundo onde vivem. Aos professores são solicitados novos métodos e estratégias de ensino/aprendizagem que, conducentes com os princípios de uma escola inclusiva, sejam capazes de conduzir à melhoria do desempenho discente. Diante deste cenário algumas indagações se impõem aos educadores. Como professor de educação artística senti-me desafiado a encontrar respostas para as questões: a) como abordar o conceito de identidade na disciplina de Educação Visual e Tecnológica?; b) ao reflectir sobre o conceito de identidade os alunos poderão ter uma melhor compreensão de si e do outro?; c) conhecer melhor os alunos contribui para por em prática os princípios de uma escola inclusiva? Estas questões alavancaram a investigação em pauta, cujas principais finalidades foram usar a fotografia como recurso artístico e aferir novas estratégias de ensino/aprendizagem em Educação Visual e Tecnológica que, em consonância com os princípios de uma proposta de educação artística multicultural e inclusiva, levassem à compreensão do conceito de identidade. A investigação compreendeu uma revisão de literatura nacional e internacional acerca da identidade, da educação inclusiva, da abordagem multicultural para o ensino das artes, e da fotografia como prática artística. O estudo, de natureza qualitativa, foi desenvolvido por meio de investigação-acção, seguindo o modelo de Elliot. Uma intervenção curricular foi realizada na disciplina Educação Visual e Tecnológica, ofertada a uma turma do 5º ano de escolaridade da Escola do Ensino Básico 2º e 3º Ciclos de Briteiros. A intervenção pedagógica ocorreu por meio do projecto Descobrir a identidade através da fotografia, que explorou o uso da fotografia em contexto familiar e escolar. Os dados foram recolhidos por meio de observação participante, questionários e vídeo gravações, em notas de campo, registos audiovisuais, planos de aula e produções dos alunos (fotografias e comentários escritos). Os registos foram tratados, organizados e sistematizados; posteriormente foram comparados e alvo de uma análise interpretativa, conforme a técnica da triangulação. Os resultados obtidos demonstraram ser possível abordar o conceito de identidade em Educação Visual e Tecnológica. O projecto possibilitou aos alunos entender o conceito de identidade, ampliar o conhecimento que têm de si e proporcionar o conhecimento de si aos outros, além de passarem a considerar como positiva a diferença; favoreceu as interacções casa/escola e, aos professores participantes da pesquisa, possibilitou conhecerem melhor cada aluno em particular. Os conhecimentos resultantes desta investigação poderão ser úteis aos professores que procuram resolução para idênticos problemas e que actuam em escolas de funcionamento semelhante ao da escola enfocada na pesquisa.
In a globalized world, where the processes of cultural exchange are widening and intensifying, and specific, individual identities are multiplying, awareness of self and the other tends to blur. Multiculturalism, increasingly evident in today‟s world, requires an education system that not only provides students with greater self-awareness, but also a consciousness of their cultural environment and the different realities of the world in which they live. Teachers are required to develop new teaching methods and strategies which are compatible with the principles of inclusive education, and which will lead to improved student performance. In the face of these demands, educators are obliged to consider a number of questions. As an art education teacher, I felt challenged to find answers to the following questions: a) how to approach the concept of identity within the subject of Visual and Technological Art Education? b) reflecting on the concept of identity, could pupils have a better understanding of self and the other? c) if teachers know their students better, can this knowledge contribute to putting into practice the principles of inclusive education? These questions form the basis of this study, whose main aims were to use photography as an artistic resource, and assess new teaching strategies for Visual and Technological Art Education which, in line with the principles of a proposal for a multicultural and inclusive art education, would lead to a deeper understanding of the concept of identity. The investigation encompassed a review of national and international literature about identity, inclusive education, a multicultural approach to teaching art, and photography as an artistic practice. The study was qualitative, and was undertaken using action research, following Elliot‟s model. A curricular adjustment was made to the Visual and Technological Art Education course, offered to a class of 5 th graders at the Middle and High school of Briteiros. The educational intervention took place through the project “Discovering identity through photography”, which explored the use of photography at home and school. Data were collected through participant observation, questionnaires and video recordings, field notes, audiovisual recordings, lesson plans and students' productions (photographs and written comments). The records were processed, organized and systematized, and were subsequently compared and subjected to an interpretive analysis, according to the triangulation technique. The results demonstrated that it is possible to deal with the concept of identity in Visual and Technological Art Education. The project helped the students understand the concept of identity, broaden the knowledge they have of themselves and share this knowledge with others, as well as learn to consider difference as positive; the project also facilitated home / school interactions, and the teachers participating in the research were able to become more familiar with and gain a better understanding of, individual students. The knowledge resulting from this research may be useful to other teachers aiming to solve similar problems, and who are active in schools similar to the one involved in this study.
Description: Dissertação de Mestrado em Educação Artística apresentada na Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Viana do Castelo
URI: http://hdl.handle.net/20.500.11960/1536
Appears in Collections:AE - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Severino_Fernandes.pdf2 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.