Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/20.500.11960/1540
Title: Perceção do stress do enfermeiro de ambulância SIV integrada num SU
Authors: Ana Soraia Lima, Martins
Advisor: Ferreira, Maria Salomé Martins
Keywords: Stress;Ambulância;Serviço hospitalar de emergência;Stress;Nursing;Ambulance;Accident and emergency unit
Issue Date: 17-Mar-2016
Abstract: A integração das ambulâncias de suporte imediato de vida em serviços de urgência é recente em Portugal e o stress desenvolvido pelos enfermeiros que exercem funções em ambulância de suporte imediato de vida e num serviço de urgência, durante o mesmo turno, ainda está pouco estudado. Por este motivo, desenvolvemos o presente trabalho de investigação que tem por objetivo geral conhecer a perceção dos enfermeiros relativamente ao stress sentido no exercício das suas funções, em ambulância de suporte imediato de vida e num serviço de urgência. Trata-se de um estudo de natureza qualitativa de caráter exploratório-descritivo. Para a sua concretização utilizámos como instrumento de colheita de dados a entrevista semi-estruturada, tendo sido realizadas oito entrevistas a enfermeiros que exercem funções numa ambulância de suporte imediato de vida integrada num serviço de urgência de um hospital da zona norte do país. Todas as entrevistas foram tratadas tendo por base a análise de conteúdo, seguindo os passos estabelecidos por Bardin (2004). Dos resultados obtidos relativamente à perceção dos enfermeiros sobre o stress sentido quando exercem funções em ambulância de suporte imediato de vida integrada num serviço de urgência resultaram quatro áreas temáticas: respostas do organismo ao stress, dificuldades sentidas no exercício das suas funções, perceção da influência do stress nos cuidados de enfermagem e estratégias adotadas pelos enfermeiros na gestão do stress. Os resultados deste estudo mostraram que os enfermeiros em estudo, ao realizarem funções em emergência pré-hospitalar e num serviço de urgência, ao longo do mesmo turno, desenvolvem respostas orgânicas perante o stress sentido, sendo estas respostas emocionais, cognitivas e fisiológicas. Todos os enfermeiros mencionaram dificuldades no desempenho das suas tarefas devido a esta acumulação de serviço, admitindo que os cuidados de enfermagem poderão ser afetados quando o enfermeiro exerce funções em ambulância de suporte imediato de vida e num serviço de urgência, ao mesmo tempo. Verificamos ainda que todos os enfermeiros admitiram recorrer a algumas estratégias para lidar com o stress sentido por esta situação profissional, pelo que se torna importante dotar os enfermeiros de estratégias para a gestão do stress.
The integration of immediate life support ambulances on accident and emergency units is very recent in Portugal and, consequently, the stress developed by nursing staff that work on both the immediate life support ambulance and the accident and emergency unit during the same shift is still understudied. For this reason, we developed this investigation paper whose main objective is to find out the general perception nursing staff have regarding their own stress when working on an immediate life support ambulance and an accident and emergency unit during the same shift. This is a qualitative study with a exploratory-descriptive character. For its development we used as a data collection tool the semi-structured interview, having done eight of these interviews with nurses that work on immediate life support ambulances integrated into accident and emergency units in northern Portugal. All interviews were treated based on content analysis, following the steps established by Bardin (2004). The results obtained regarding the nursing staff perception of their own stress when working on an immediate life support ambulance integrated into an accident and emergency unit focus on four thematic areas: the body’s response to stress, difficulties felt when performing their job, perception of the influence stress plays on nursing care and what strategies nurses adopt to manage stress. The results of this study show that surveyed nurses, when working on both pre-hospital emergency and accident and emergency unit during the same shift, display an emotional, cognitive and physiological response to stress. All nurses mentioned difficulties when performing their duty because of this task accumulation and admit that nursing care may suffer when working on an immediate life support ambulance and accident and emergency unit at the same time. We also found that all surveyed nurses admit to use their own strategies to manage the stress felt during these shifts. For this reason it’s important to provide nursing staff with the necessary tools and strategies to manage stress.
Description: Dissertação de Mestrado em Enfermagem Médico-Cirúrgica apresentada na Escola Superior de Saúde do Instituto Politécnico de Viana do Castelo
URI: http://hdl.handle.net/20.500.11960/1540
Appears in Collections:ENF - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Ana_Lima_Martins.pdf1.04 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.