Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/20.500.11960/1564
Title: Avaliação da incisão anelar, em diferentes datas, na produtividade e qualidade dos frutos da Actinidia deliciosa cv. Hayward
Authors: Miranda, Plácido Miguel Sampaio
Advisor: Mourão, Isabel de Maria Cardoso Gonsalves
Rodrigues, José Raúl de Oliveira
Keywords: Incisão anelar;MS;Firmeza;Sólidos solúveis;Teor em nutrientes;Girdling;Dry matter;Firmness;Soluble solids;Fruit nutrient content
Issue Date: 28-May-2011
Abstract: O aumento do calibre e do teor em matéria seca (MS) dos frutos de kiwi tem sido conseguido através de diversas técnicas, entre elas, a realização de incisão anelar nas varas ou no tronco, evitando assim a aplicação de reguladores de crescimento que não são permitidos no modo de produção biológico. O presente trabalho teve por objectivo a determinação da data de incisão anelar após a plena floração que melhor contribui para qualidade dos frutos. O estudo realizou-se em 2010 num pomar de Actinidia deliciosa, cv. Hayward, com cinco anos. Delinearam-se cinco tratamentos: incisão anelar realizada 1, 2, 3 e 5 semanas após a floração e sem incisão anelar, com três repetições de três árvores por repetição. Na colheita comercial avaliou-se a produtividade e o calibre dos frutos das árvores e, em particular, das varas com crescimento determinado e indeterminado. Nos frutos avaliou-se o teor em MS, a firmeza, o teor em sólidos solúveis totais e a concentração em nutrientes. A produtividade foi idêntica para todos os tratamentos, em média, de 328 frutos/árvore e de 33,6 t ha-1. No entanto, o calibre sofreu um efeito positivo em função da realização da incisão anelar. A percentagem de frutos com o calibre > 95 g foi de 27,8% para os kiwis onde não se realizou a incisão anelar e foi de 51,4% para a média dos kiwis sujeitos a incisão anelar. Este efeito positivo no calibre dos frutos foi evidente para ambos os tipos de varas (determinado e indeterminado). Considerando a tendência de aumento do calibre médio dos frutos em função da data mais tardia de realização da incisão anelar, sugere-se que a incisão anelar se realize 2 a 5 semanas após a plena floração, período de tempo que corresponde à fase de multiplicação celular dos frutos. Os teores em MS e em sólidos solúveis e a firmeza dos frutos à colheita, não revelaram efeitos significativos com a incisão anelar. A MS foi em média 15,4%, os sólidos solúveis variaram entre 5,9 e 6,3°Brix e a firmeza entre 7,1 e 8,7 kg, que se enquadram no intervalo de valores que determinam o momento da colheita. A concentração dos frutos em K, N, Ca, P, Mg e Fe foi, respectivamente, de 3,04; 0,62; 0,32; 0,17; 0,16 e 0,024 g 100g MS-1, valores comparáveis com diversos autores para a cv. Hayward, tal como os valores obtidos para as relações K/Mg (19,3) e Mg/Ca (0,51), que indicam o alto valor nutritivo dos frutos de kiwi em minerais.
Improvements in Kiwifruit dry matter content and fruit size have been achieved by lateral branches and trunk girdling. These techniques can be used as an alternative to plant growth regulators, not certified for organic agriculture. The aim of this work was to determine the best time after bloom to carry out branches girdling, in order to increase kiwifruit quality. The experiment was set up in a 5 year old orchard of Actinidia deliciosa, cv. Hayward, with three repetitions for each of the following five treatments: girdling at 1, 2, 3 and 5 weeks after bloom, and without girdling. At commercial harvest, yield and fruit size for the whole trees and for branches with determined and undetermined growth, were assessed, in three trees per each plot. Kiwifruit quality characteristics as size, firmness, total soluble solids, and N, P, K, Ca, Mg and Fe contents, were also evaluated. The yield was similar for all treatments, with an average of 328 fruits/tree and 33.6 t ha-1. However, girdling had a positive effect on fruit size. In trees without girdling the percentage of fruits over 95 g was 27.8%, whereas this value was 51.4% for the overall treatment where girdling was performed. This positive effect was clear for both branches types. As fruit size increases was apparently higher according the later date of girdling, it was suggested that the best time for girdling was between 2 and 5 weeks after bloom. Dry matter content, soluble solids content and firmness at harvest was not significantly different between treatments. The mean dry matter content of the fruits was 15.4%, the total soluble solids range was 5.9-6.3 ºBrix and the firmness range was 7.1-8.7 kg. The fruit K, N, Ca, P, Mg e Fe contents were respectively 3.04, 0.62, 0.32, 0.17, 0.16 and 0.024 g 100g MS-1. These contents, as well as those for the ratios K/Mg (19.3) and Mg/Ca (0.51) are similar with those found in the literature for the cv. Hayward and indicate the high nutrient content of the kiwifruit.
Description: Dissertação de mestrado em Agricultura Biológica, apresentada à Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Viana do Castelo
URI: http://hdl.handle.net/20.500.11960/1564
Appears in Collections:PAA - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Placido_Miranda_1874.pdf18.21 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.