Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/20.500.11960/1665
Title: Dos instrumentos de gestão à tomada de decisão : evidências na estrutura empresarial do Alto Minho
Authors: Areias, Gustavo Pedro Costa
Advisor: Domingues, Nuno
Keywords: Controlo de gestão;Instrumentos de gestão;Informação de gestão;Tomada de decisão;SAD’s;Management control;Management instruments (MI);Management information;Decision-making;Decision support systems (DSS’s);Control de gestión;Instrumentos de gestión (IG);Información de gestión;Tomada de decisión;Sistemas de apoyo a la decisión (SAD’s)
Issue Date: 30-Sep-2016
Abstract: As organizações encontram-se atualmente inseridas num contexto de enorme instabilidade, seja esta produzida pelas constantes alterações socioecónomicas ou pelo aumento concorrencial originado pela globalização de mercados e da economia; instabilidade tal que tem despertado nos gestores a necessidade de apoiarem as suas decisões no conhecimento profundo do desempenho organizacional e no conhecimento do contexto socioeconómico. Como meio de obtenção do conhecimento necessário à gestão, surge a criação e evolução dos IG, permitindo desta forma que o conhecimento da informação necessária ao processo de tomada de decisão seja eficiente, permitindo aos gestores/decisores fundamentar as suas decisões e opções. A informação de gestão afirma-se como um recurso fundamental para a gestão das organizações. Para além de proporcionar um conjunto de dados, fundamental ao processo de tomada de decisão, possuem ainda a capacidade de permitir que os gestores influenciem outros membros da organização a aceitar objetivos estratégicos e a desenvolver ações na sua prossecução. Sendo este um trabalho de investigação, a principal premissa passa por perceber junto de uma amostragem das organizações do Alto Minho, que utilização fazem dos IG, que informação de gestão utilizam e perceber como a informação de gestão é usada no processo de tomada de decisão implementado nas organizações. Será ainda importante perceber ao longo deste trabalho de investigação se as organizações utilizam sistemas de apoio à decisão no seu processo decisório. Os resultados obtidos ao longo desta investigação permitiram evidenciar que: a maioria das organizações não utiliza IG, no entanto, todas acabam por criar os seus próprios mecanismos/instrumentos de controlo; quase a totalidade dos gestores optam por envolverse na gestão, centralizando em si o processo de tomada de decisão; praticamente nenhuma organização utiliza SAD’s.
Organizations are currently engaged in a context of great instability, whether produced by the constant socioeconomic changes or by the increasing competition caused by the globalization of markets and the economy; such instability has raised in managers the need to support their decisions in the depth understanding of organizational performance and in the knowledge of the socioeconomic context. For obtaining the necessary knowledge management comes up the creation and development of MI, allowing that the knowledge of the necessary information for the decision-making process is efficient and also allowing managers / decision-makers to ground their decisions and choices. The management information is emerging as a key resource for the management of organizations. In addition, it provides a set of critical data to the decision making process and still have the ability to allow managers to influence other members of the organization to accept strategic objectives and to develop actions in its prosecution. As a research work, the main premise involves realizing from a sample of the Alto Minho organizations which use they make of the MI, which management information they use, understanding how management information is used in the decision-making process implemented in organizations. It will also be important to note throughout this research work, if organizations use decision support systems in their decision-making process. The results obtained during this investigation have highlighted that most organizations do not use MI, but they all end up creating their own mechanisms and control instruments; almost all managers choose to engage themselves in management for centralizing on them the decision-making process; virtually no organization uses DSS's.
Las organizaciones se encuentran actualmente insertadas en un contexto de gran inestabilidad, sea producida por las constantes alteraciones socioeconómicas o por el aumento competitivo originado por la globalización de los mercados y de la economía; inestabilidad tal, que tiene despertado en los gestores, la necesidad de apoyar sus decisiones en el conocimiento profundo del desempeño organizacional y en el conocimiento del contexto socioeconómico. Como medio de obtención del conocimiento necesario a la gestión, surge la creación y evolución de los IG, permitiendo de esta forma que el conocimiento de la información necesaria al proceso de tomada de decisión sea eficiente, permitiendo a los gestores/decisores fundamentar sus decisiones y opciones. La información de gestión se afirma como un recurso fundamental para la gestión de las organizaciones. Más allá de proporcionar un conjunto de datos fundamental al proceso de tomada de decisión, poseen, aún, capacidad de permitir a los gestores influenciar otros miembros de la organización a aceptar objetivos estratégicos y a desarrollar acciones en su prosecución. Siendo este un trabajo de investigación, la principal premisa pasa por entender junto de un muestreo de las organizaciones del Alto Miño, que utilización hacen de los IG, que información de gestión utilizan, entender como la información de gestión es usada en el proceso de tomada de decisión implementado en las organizaciones. Será aún importante entender a lo largo de este trabajo de investigación, si las organizaciones utilizan sistemas de apoyo en su proceso de decisión. Los resultados obtenidos a lo largo de esta investigación, permitieron evidenciar que la mayoría de las organizaciones no utilizan IG, no obstante todas acaban por crear sus propios mecanismos/instrumentos de control; casi la totalidad de los gestores optan por involucrarse en la gestión, centralizando en ellos mismo el proceso de tomada de decisión; prácticamente ninguna organización utiliza SAD’s.
Description: Mestrado em Gestão das Organizações : Ramo de Gestão de Empresas (parceria com a APNOR) na Escola Superior de Tecnologia e Gestão do Instituto Politécnico de Viana do Castelo
URI: http://hdl.handle.net/20.500.11960/1665
Appears in Collections:GA - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Gustavo_Areias.pdf6.12 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.