Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/20.500.11960/1683
Title: Cuidados informais na velhice: um estudo com familiares de idosos com demência
Authors: Sousa, Patrícia Marques de
Advisor: Faria, Carla Maria Gomes Marques de
Amorim, Maria Isabel Soares Parente Lajoso
Keywords: Gerontologia social;Envelhecimento;Demências;Cuidados informais;Estudo qualitativo;Social gerontology;Aging;Dementia;Informal caregiver;Qualitative study
Issue Date: 14-Jan-2014
Abstract: A par da fragilidade física e psíquica que se manifesta com o avançar da idade, também o envelhecimento demográfico e a longevidade aparecem associados a uma elevada incidência de incapacidades e de doenças crónicas, principalmente as demências. A demência é indiscutivelmente uma realidade da nossa organização social e que, de uma forma direta ou indireta está presente em muitas famílias. Muitos dos estudos efetuados no nosso país revelam que raro é o ambiente familiar em que não se encontre um idoso com demência (Lage, 2005). Paralelamente ao problema da demência na população idosa acresce uma outra preocupação que se prende com a necessidade progressiva e cada vez mais acentuada de cuidados que estas pessoas apresentam. As alterações cognitivas, emocionais, sociais e psicopatológicas associadas à demência constituem um desafio para o próprio e para o cuidador (Garrett, 2005). Estudos recentes têm demonstrado uma significativa diferença entre cuidar de um idoso com dependência física e cuidar de um idoso com dependência mental, sendo esta última aquela que acarreta maiores níveis de stress e de sobrecarga para o cuidador informal (Sequeira, 2010). Os cuidados prestados aos idosos ficam normalmente a cargo da família, sendo esta considerada para alguns investigadores como um elemento basilar, pelo seu suporte e pelas múltiplas trocas e interações que se processam no seu meio. No entanto, a esmagadora maioria dos estudos que se debruçam sobre os cuidadores de pessoas com demência são de natureza quantitativa, sendo escassos os estudos que procuram analisar em profundidade a experiência do cuidador informal de idosos com demência. Face ao exposto, desenvolveu-se um estudo qualitativo junto de dez cuidadores informais de idosos com demência com o objetivo de compreender em profundidade o processo de cuidar de idosos com demência. A análise de conteúdo das entrevistas efetuadas aos cuidadores permitiu verificar que a experiência de cuidar é o tema comum. Isto é, do conteúdo das entrevistas emerge o modo como cada participante vivencia a sua condição de Familiar cuidador na demência. Este tema integra dois domínios – Ação de cuidar e Vínculos e afetos no cuidar, que por sua vez agregam um conjunto de categorias. Estes resultados reforçam algumas das evidencias já existentes na literatura, mas evidenciam também aspetos muito específicos da experiencia de cuidar de idosos demenciados. Neste sentido, importa considerar estes resultados para a investigação futura, bem como para a intervenção gerontológica junto de cuidadores informais de idosos demenciados no sentido de potenciar a capacidade dos cuidadores para cuidar, a qualidade dos cuidados proporcionados, assim como o bem-estar dos cuidadores e idosos cuidados.
Along with the physical and mental fragility that manifests itself with advancing age, also aging and longevity appear associated with a high incidence of disabilities and chronic diseases, particularly dementia. Dementia is arguably a reality of our social organization, that direct or indirectly is present in many families. Many of the studies conducted in our country reveal that rare is the family environment that is not an elder with dementia (Lage, 2005). Alongside the problem of dementia in the elderly population adds another concern which relates to the progressive and increasingly pronounced care needs that these people have. The cognitive, emotional, social and psychopathology changes with dementia is a challenge for them and for the caregiver (Garrett, 2005). Recent studies have shown a significant difference between caring for a elderly with physical dependence and caring for a elderly with mental dependence, with the latter being the one that leads to greater levels of stress and burden to the informal caregivers (Sequeira, 2010). The care for the elderly are usually the responsibility of the family, which is considered to some researchers as a basic element, for their support and for multiple exchanges and interactions that take place in their middle. However, the majority of studies that focus on caregivers of people with dementia are quantitative in nature, and there are few studies that seek to examine in depth the experience of informal caregivers of older adults with dementia. Given the above, we developed a qualitative study with ten informal caregivers of elderly with dementia in order to understand in depth the process of caring for the elderly with dementia.The content analysis of the interviews conducted for carers has shown that the experience of caring is the common theme. That is, in the content of the interviews emerges how each participant experiences their condition of family caregivers in dementia. This theme includes two domains - Action of caring and Affections and ties in caregiving, which in turn agrup a set of categories. These results reinforce some of the existing evidence in the literature, but also show very specific aspects of the experience of caring for demented elderly. It is therefore important to consider these results for future research as well as for gerontological intervention with informal caregivers of demented elderly in order to enhance the ability of caregivers to care, the quality of care, as well as the well-being of caregivers and the elderly.
Description: Dissertação de Mestrado em Gerontologia Social apresentada na Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Viana do Castelo
URI: http://hdl.handle.net/20.500.11960/1683
Appears in Collections:SOE - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Patricia_Sousa.pdf1.38 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.