Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/20.500.11960/1852
Title: Diversificação alimentar em contexto pré-escolar : A Aceitação da sopa de hortícolas
Authors: Marques, Rute Carina Ferreira
Advisor: Silva, Raquel Beatriz Leitão de Sá Loureiro Ferreira da
Keywords: Diversificação alimentar;Sopa de hortícolas;Jardim de infância;Educação pré-escolar;Food diversification;Vegetable soup;Kindergarten;Preschool education
Issue Date: 6-May-2013
Abstract: No âmbito da unidade curricular de Prática de Ensino Supervisionada do Curso de Mestrado em Educação Pré-escolar e Ensino do 1º Ciclo do Ensino Básico, foi possível observar que a diversificação dos alimentos proporcionada pelo jardim de infância, um dos locais de estágio, e a sua aceitação por parte das crianças, constituíam aspetos importantes da sua rotina diária. Daqui surgiu o interesse pela investigação deste tema, uma vez que durante a infância, o crescimento, bem como o desenvolvimento, a saúde, e o bem-estar, são fortemente influenciados por fatores alimentares e nutricionais. Assim, o presente estudo teve como objetivo principal avaliar a aceitação de sopa de hortícolas com pedaços em crianças de um jardim de infância, e como objetivos específicos: (1) analisar o padrão de consumo de sopa de hortícolas pelas crianças no contexto familiar; (2) comparar a aceitação da sopa de hortícolas ralada com a da sopa com pedaços, no jardim de infância; (3) Determinar o tempo despendido pelas crianças com a ingestão de sopa de hortícolas no jardim de infância. Este estudo, de delineamento observacional, transversal e descritivo, foi desenvolvido com uma amostra de conveniência, formada por 21 crianças em idade pré-escolar (4-5 anos). Com base nos dados recolhidos no jardim de infância, verificou-se que todas as crianças aceitavam muito bem a sopa de hortícolas ralada, e que houve uma boa aceitação da sopa de hortícolas com pedaços pela maioria das crianças (81%). Ainda assim, verificaram-se sinais de alguma reserva na aceitação da sopa de hortícolas com pedaços em 14,3%, das crianças, sendo que uma criança (4,7%) manifestou rejeição alimentar. Através dos questionários aplicados aos pais foi possível constatar que a introdução da sopa de hortícolas com pedaços no jardim de infância constituiu uma "novidade" para 8 das 21 crianças participantes deste estudo (38,1%). Assim sendo, é plausível que a boa aceitação observada na generalidade das crianças esteja relacionada com o facto das restantes 13 crianças (61,9%) já consumirem esta preparação culinária em contexto familiar. O tempo despendido com a ingestão de sopa de hortícolas com pedaços foi superior ao da sopa ralada, mas apenas com uma diferença de três minutos. A realização deste estudo ajudou-me a perceber a importância do papel da educação pré-escolar na educação alimentar e no desenvolvimento de hábitos alimentares saudáveis. Assim, no meu futuro profissional poderei estar mais atenta a estes aspetos, bem como incentivar as crianças a alimentarem-se melhor.
Within the curricular unit of Supervised Teaching Practice of the Master in Preschool Education and Teaching of the 1st Cycle of Basic Education, it was observed that the diversification of food provided by the kindergarten, one of the internship’s local, and its acceptance by children, was an important aspect of their daily routine. Hence, the interest in this research topic emerged, since childhood, growth and development, health, and welfare are strongly influenced by food and nutrition. Thus, the present study aimed to assess the acceptability of vegetable soup in children from a kindergarten. The specific objectives were: (1) to analyze the children’s vegetable soup consumption pattern in the family context, (2) to compare the acceptance of minced vegetable soup with chunky vegetable soup in kindergarten, (3) to determine the time spent by children with the intake of vegetable soup in kindergarten. This study, with an observational, cross-sectional and descriptive design, was developed in a convenience sample comprising 21 children at preschool age (4-5 years). Based on data collected in kindergarten, it was found that all children accepted very well the minced vegetable soup, and that most children (81%) showed a good acceptance of chunky vegetable soup. Still, there were signs of some reservation in the acceptance of chunky vegetable soup in 14.3% of children, and one child (4.7%) expressed food rejection. Through questionnaires applied to parents we were able to conclude that the introduction of chunky vegetable soup in kindergarten was a "novelty" for 8 of the 21 children participating in this study (38.1%). Therefore, it is plausible that the good acceptance observed in most children is related to the fact that the remaining 13 children (61.9%) already consume this culinary preparation in the family context. The time spent on the ingestion of chunky vegetable soup was higher than the mince soup, but with a difference of only three minutes. This study helped me to understand the importance of the role of preschool education in nutrition education and the development of healthy eating habits. So, in my professional future I can pay more attention to these aspects as well as encouraging children to eat better.
Description: Relatório Final de Prática de Ensino Supervisionada do Mestrado em Educação Pré-escolar e Ensino do 1.º Ciclo do Ensino Básico apresentado na Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Viana do Castelo
URI: http://hdl.handle.net/20.500.11960/1852
Appears in Collections:FPEB - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Rute_Marques.pdf994.39 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.