Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/20.500.11960/2258
Title: Gestão de caso e envelhecimento: contributos para a prática gerontológica
Authors: Marques, Célia Regina Lindo
Advisor: Bastos, Maria Alice Martins da Silva Calçada
Oliveira, Ana Teresa Martins Ferreira de
Keywords: Envelhecimento;Gestão de caso;Modelos de Intervenção;Prática gerontológica;Gerontologia social;Aging;Case management;Intervention models;Gerontological practice;Social gerontology
Issue Date: 17-Jun-2019
Abstract: Com o envelhecimento, a probabilidade de vulnerabilidade e fragilidade aumenta nas pessoas idosas. Os Cuidados Continuados Integrados cruzam o sistema de saúde com o sistema de apoio social. A Gestão de Caso assume-se internacionalmente como uma modalidade de intervenção com eficácia ao nível da prestação de serviços integrados. É pertinente considerarmos o modelo de Gestão de Caso na Gerontologia Social como ferramenta de intervenção gerontológica, que procura fornecer serviços ajustados e personalizados de acordo com as necessidades das pessoas idosas, de forma atempada e adequada, privilegiando as suas preferências e apoiando a família. Assim, pretende-se no presente estudo explorar a Gestão de Caso na Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados (RNCCCI). Em concreto, será analisada a situação de alta na Rede. Em termos metodológicos, numa primeira fase, a informação foi recolhida através da análise de websites de empresas prestadoras de serviços gerontológicos. Posteriormente, foram escutados atores do meio académico, administração em saúde e direção técnica de Unidade de Cuidados Continuados Integrados (UCCI). Houve, ainda, lugar a entrevistas a um utilizador de serviços da RNCCI e um representante da Associação Nacional de Gerontólogos (ANG), de forma a melhor compreender a problemática em estudo. As entrevistas foram transcritas e analisadas no sentido de se identificar temas relevantes no domínio. Os resultados sugerem que, no contexto e situação explorada, a Gestão de Caso é utilizada na RNCCI. O modelo deste caso em concreto sugere uma aproximação ao “Clinical (rehabilitation, direct care)”, enquanto a pessoa idosa se encontra internada, sendo que, a intervenção do gestor de caso termina com a alta da Rede. Os resultados sugerem, também, que as famílias e as pessoas idosas sentem necessidade da continuidade do apoio quando regressam ao domicílio, o que justifica a Gestão de Caso no domicílio dentro do mesmo modelo, mas contínuo e prolongado. Além disso, os resultados sugerem que as especificidades do perfil do gerontólogo, associado à sua formação multidisciplinar de caráter bio-psico-social, constituem uma mais-valia para uma intervenção de base comunitária assente na Gestão de Caso. Considerando os achados deste estudo exploratório, recomenda-se prosseguir com a investigação no domínio, dando voz àqueles que se encontram diretamente envolvidos no processo, em particular as pessoas idosas e as suas famílias, bem como os profissionais da Gerontologia.
With aging, the likelihood of vulnerability and fragility increases in older people. Integrated care crosses the health system with the social support system. Case management is assumed internationally as an effective intervention in integrated services. It is relevant to consider Case Management in Social Gerontology as an intervention tool that seeks to provide tailored services according to the needs of the elderly, in a timely and appropriate manner, prioritizing their preferences and supporting the family. We intend, in the present study, to explore case management in the Network of Integrated Continuous Care (NICC). Particularly, the medical release situation in the Network will be analyzed. In the first phase, the information was collected through the analysis of websites of companies that provide gerontological services. Subsequently, actors from the academic environment, health administration and technical direction of an Integrated Continuous Care Unit were listened to. There were also interviews with service users and representatives of the National Association of Gerontologists (NAG). The interviews were transcribed and analyzed in order to identify the main thematic areas. The results suggest that, in the context and explored situation, case management is used in the NICC. The model found suggests an approach to "Clinical (rehabilitation, direct care)" while the elderly person is hospitalized. The intervention of the case manager ends with the discharge of the NICC. The results also suggest that families and older people feel the need for continued support from a case manager. This study suggests that the most appropriate case management model, which would meet the needs assumed by the respondents, would be a continuous and a long-term one, a community-based case management model. In addition, results suggest that the specifications of the gerontologist profile, combined with its multidisciplinary bio-psycho-social character, are a benefit for a community-based intervention based on case management. Considering the findings of this exploratory study, it is recommended to continue research in the field, giving voice to those who are directly involved in the process, particularly the elderly and their families, as well as gerontologists.
Description: Dissertação de Mestrado em Gerontologia Social apresentada na Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Viana do Castelo
URI: http://hdl.handle.net/20.500.11960/2258
Appears in Collections:ESE - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Celia_Marques.pdf1.67 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.