Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/20.500.11960/2432
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorFerreira, Maria Salomé Martins-
dc.contributor.authorAntunes, Maria Cristina Alves Silva-
dc.date.accessioned2020-11-17T12:22:42Z-
dc.date.available2020-11-17T12:22:42Z-
dc.date.issued2020-07-01-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/20.500.11960/2432-
dc.descriptionDissertação de Mestrado em Enfermagem Médico-Cirúrgica apresentada na Escola Superior de Saúde do Instituto Politécnico de Viana do Castelopt_PT
dc.description.abstractO stress ocupacional, é considerado um verdadeiro problema de saúde pública que afeta uma grande percentagem de trabalhadores no mundo industrializado. É o segundo problema de saúde reportado com mais frequência na Europa, logo a seguir as perturbações músculo-esqueléticas. As organizações ligadas aos cuidados de saúde visam as necessidades dos utentes, pelo que se esquecem muitas vezes dos profissionais e das condições de trabalho. A enfermagem foi classificada como uma profissão stressante devido à responsabilidade pela vida das pessoas, levando a uma maior probabilidade de desgaste físico e psicológico. O estudo da saúde ocupacional na área de enfermagem visa procurar identificar os fatores que contribuem para o crescimento do stress, assim como a sua origem nestes profissionais. No contexto do Bloco Operatório são prestados cuidados altamente qualificados a doentes em estado crítico, requerendo dos profissionais a aquisição de conhecimentos contínuos e resistência ao stress. Este trabalho de Investigação surgiu no âmbito da Dissertação de Mestrado em Enfermagem Medico Cirúrgica e arquitetou-se segundo um estudo exploratório com uma abordagem quantitativa, focalizada na avaliação da perceção de stress dos enfermeiros do Bloco Operatório Central de um hospital da zona Norte do país. O objetivo geral é conhecer o nível de stress percecionado pelos enfermeiros do BO Central aquando do seu exercício profissional. Como instrumento de recolha de dados foi utilizada a Escala de Stress Profissional em Enfermeiros (ESPE) assim como um questionário sociodemográfico e profissional. A população estudada foi composta por 37 enfermeiros, que desempenham funções num serviço de Bloco Operatório Central na zona Norte do país. A amostra é predominantemente feminina, com idades compreendidas entres os 26 e 60 anos. O tempo médio de serviço é aproximadamente de 17 anos. Mais de metade (62,2%) possui um Contrato de Trabalho em Função Pública. Quando inquiridos acerca da perceção de stress,75,7% dos enfermeiros consideram que o trabalho no BO é bastante stressante e 91,7% referem a existência de medidas que poderiam minimizar o stress neste serviço. Os resultados da ESPE mostraram que o fator mais frequentemente sentido como stressante pelos participantes está relacionado com a “Carga de trabalho”, seguindo-se as situações de “Incerteza quanto aos tratamentos”, enquanto o fator menos sentido como stressante é o que está associado à “Preparação inadequada para lidar com as necessidades emocionais dos doentes e dos seus familiares”. Como medidas minimizadoras do stress os participantes referiram a melhoria da formação com protocolos de atuação; mais recursos humanos, melhoria da comunicação entre os elementos da equipa e das condições de trabalho entre outros. Este estudo contribui para sensibilizar as organizações para a importância na identificação e redução do stress no trabalho ao qual o trabalhador e mais concretamente o Enfermeiro Perioperatório está sujeito.pt_PT
dc.description.abstractOccupational stress is considered a real public health problem that affects a large percentage of workers in the industrialized world and is the second most frequently reported health problem in Europe, after musculoskeletal disorders. Health care organizations target users' needs, so they often forget about professionals and working conditions. Nursing was classified as a stressful profession due to the responsibility for people's lives, leading to a greater likelihood of physical and psychological exhaustion. The present study aims to identify the factors that contribute to the growth of stress, as well as its origin in the nursing professionals. In the context of the Operating Room (OR), it is provided highly qualified care critically ill patients, forcing professionals to acquire continuous knowledge and resistance to stress. This investigation work came within the scope of the Master's Dissertation in Medical Surgical Nursing and was designed according to an exploratory study with a quantitative approach focused on the assessment of the stress perception of nurses in the Central Operating Room of a hospital in the North of the country whose general objective is to know the stress level perceived by nurses at BO Central during their professional practice. As a data collection instrument it was used the Professional Stress Scale in Nurses (ESPE), as well as a sociodemographic and professional questionnaire. The the study integrated 37 nurses, who work in a service in the Central Operating Room in the North of the country. The sample is predominantly female, aged between 26 and 60 years. Average service time is approximately 17 years. More than half (62.2%) have a Public Service Employment Contract. When asked about the perception of stress, 75.7% of nurses consider that work in the OR is quite stressful and 91.7% refer to the existence of measures that could minimize stress in this service. The results of ESPE showed that the factor most frequently felt as stressful by the participants is related to the “Workload”, followed by the situations of “Uncertainty regarding treatments”, while the least felt factor as stressful is that associated with “Inadequate preparation to deal with the emotional needs of patients and their families”. As measures to minimize stress, the participants referred to the improvement of training with performance protocols; more human resources, improved communication between team members and working conditions, among others. Therefor, this study contributes to sensitize organizations to the importance of identifying and reducing stress at work to which the worker and more specifically the Perioperative Nurse is subject.pt_PT
dc.language.isoporpt_PT
dc.rightsopenAccesspt_PT
dc.subjectStress ocupacionalpt_PT
dc.subjectEnfermeirospt_PT
dc.subjectBloco operatóriopt_PT
dc.subjectOccupational stresspt_PT
dc.subjectNursespt_PT
dc.subjectOperating roompt_PT
dc.titleO stress ocupacional nos enfermeiros do bloco operatóriopt_PT
dc.typemasterThesispt_PT
thesis.degree.nameMestrado em Enfermagem Médico-Cirúrgicapt_PT
thesis.degree.levelMestre em Enfermagem Médico-Cirúrgicapt_PT
dc.identifier.tid202538648pt_PT
Appears in Collections:ESS - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Maria_Antunes.pdf2.67 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.