Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/20.500.11960/1767
Title: Avaliação de parâmetros produtivos em sistemas de ordenha voluntaria de vacas leiteiras
Authors: Pedrosa, José Pedro Azevedo Ramos
Advisor: Cerqueira, Joaquim Orlando Lima
Keywords: Ordenha voluntária;Lactação;Produção de leite;Concentrado;Recusas;Volunteer Milking;Lactation;Milk Production;Concentrate;Refusals
Issue Date: 27-Jul-2016
Abstract: Os sistemas voluntários de ordenha possibilitam que as vacas sejam ordenhadas sem a intervenção humana, através de um robot. Permitem aumentar a frequência de ordenha, que afeta positivamente a produção de leite e poderão ser benéficas para os animais, pois o elevado potencial produtivo da vaca leiteira moderna não se coaduna com a ordenha tradicional, realizada duas vezes ao dia. Os aspetos de bem-estar animal prendem-se sobretudo com a alimentação, interação social, desenho das instalações e tráfego dos animais. O objetivo deste trabalho consistiu na avaliação de parâmetros produtivos de vacas leiteiras em sistemas de ordenha voluntária. Foram recolhidos 100431 registos de ordenha, em três explorações leiteiras na região de Entre Douro e Minho durante o período de maio de 2014 a abril de 2015. Os parâmetros analisados referem-se à ordem de lactação, fase de lactação, produção de leite, peso do animal, ingestão de concentrado, número de ordenhas e recusas. Para o tratamento estatístico recorreu-se ao programa SPSS, tendo-se utilizado um modelo de ANOVA e o teste de comparação de médias Tuckey. A relação entre os dias em lactação e a produção diária de leite fez-se por regressão linear. A exploração com maior produção diária de leite (40,8 kg), demonstrou maior frequência de ordenhas (3,7/dia). Observou-se influência da ordem de lactação no peso vivo das vacas (≥ 4 lactações - 666,4 kg), correspondendo também a superior produção de leite (41,1 kg). Encontrou-se efeito da fase de lactação na produção diária de leite, com superioridade na 2ª fase (61 a 120 dias), com valores de 43,4 kg/vaca/dia. Todas as fases de lactação mostraram diferenças (P<0,05) para o peso vivo das vacas, aumentando gradualmente ao longo da lactação (1ª fase - 582,2 kg e 4ª fase - 643,6 kg). A maior quantidade de concentrado ingerido por animal (6,7 Kg) registou-se na segunda fase de lactação (60-120 dias). O número de recusas do SOV foi superior na primeira lactação (2,3 recusas) e na primeira fase de lactação (1,7 recusas). Na relação entre produção diária (y) e os dias em leite (x) foi possível obter a equação: y = - 0,0438x - 44,583 (r = 0,5). Encontrou-se uma correlação positiva (0,7) entre a quantidade de concentrado ingerido e a produção diária de leite. Os dois componentes principais em conjunto revelaram 79,7% da variabilidade expressa.
The volunteer milking systems allow the cows to be milked without human intervention, through the use of a robot. It allows the increase of frequency that the cows are milked, which benefits the milk production and can be beneficial for the animal, as the high productive potential of the modern milk cow is not consistent with the traditional milking system done twice a day. The aspects of animal welfare consist in feeding, social interaction, design of the facilities and the animal traffic. The aim of this work is to assess the productive parameters of milk cows where a volunteer milking system is used. 100431 milking registers were collected, in three dairy farms in the region of Entre Douro e Minho during the period of May of 2014 and April of 2015. The analyzed parameters refer to the order of lactation, lactation stage; milk production, animal’s weight, concentrate ingestion; number of times milked and refuses. To statistically treat the data, we used SPSS software, using an ANOVA model and the Turckey average comparison test. The relation between lactation days and daily milk production was done through linear regression. The dairy farm with the higher daily milk production (40,8 kg) showed a higher milking frequency (3,7/day). We observed the influence of the lactation order in the live weight of the cows (≥ 4 lactations - 666,4 kg), corresponding to a superior milk production (41,1 kg). We found the effect of the stage of lactation in the daily milk production, superior in the 2nd stage (61 to 120 days) with results of 43,4 kg/cow/day. All stages of lactation show differences (P<0,05) to the live weight of the cows with gradual increase throughout the lactation (1ª stage - 582,2 kg and 4ª stage - 643,6 kg). The higher quantity of concentrate ingested (6,7 kg) occurred during the second stage of lactation (60-120 days). The number of refuses of the VMS was higher in the first lactation (2,3 refusals) and in the first stage of lactation (1,7 refusals). With the relationship between the daily production (y) and the milk production days (x), it was possible to obtain the following equation: y = - 0,0438x - 44,583 (r = 0,5). We found a positive correlation (0,7) between the quantity of concentrate ingested and the daily milk production. The two main components altogether revealed a 79,7% of the expressed variable.
Description: Dissertação de Mestrado em Zootecnia apresentada na Escola Superior Agrária de Ponte de Lima
URI: http://hdl.handle.net/20.500.11960/1767
Appears in Collections:CV - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Pedrosa_jose_2038.pdf5.39 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.