Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/20.500.11960/2409
Título: Avaliação da deglutição: intervenção do enfermeiro de reabilitação
Autores: Ferreira, Maria Salomé Martins
Costa, Carla Sofia Pimenta
Palavras-chave: Deglutição
Disfagia
Enfermagem
Unidade de cuidados intensivos
Intubação
Swallowing
Dysphagia
Nursing
Intensive care unit
Intubation
Data: 31-Jul-2020
Resumo: Introdução: A disfagia é um problema com elevada prevalência e comum a nível mundial, podendo afetar a pessoa ao longo do seu ciclo de vida. Fatores como a idade avançada, institucionalização, deficiências neuromusculares, acidente vascular cerebral e intubação endotraqueal representam alguns dos fatores de risco associados à disfagia. A presença de disfagia está associada a maiores taxas de mortalidade e morbilidade, pelo risco acrescido de desnutrição e desidratação, risco de aspiração e consequente pneumonia de aspiração, aumentando o tempo de hospitalização e custo de internamento por doente. Em cuidados intensivos, a intubação endotraqueal e ventilação mecânica são procedimentos comuns, porém interferem com o normal processo de deglutição, originando frequentemente disfagias pós-extubação. Assim, neste contexto o enfermeiro assume um papel fulcral na avaliação precoce da deglutição e identificação de disfagia no doente internado em cuidados intensivos. Objetivos: contribuir para a uniformização das intervenções de enfermagem na avaliação da deglutição. Metodologia: o trabalho de investigação centra-se na metodologia de projeto. Na fase de diagnóstico de situação realizamos um estudo qualitativo de carácter exploratório- descritivo. Os dados foram obtidos através da realização de entrevistas semi-estruturadas a 10 enfermeiros e da observação das práticas na avaliação da deglutição a 12 enfermeiros de uma Unidade de Cuidados Intensivos, de um Hospital da região Norte. Resultados: as práticas descritas pelos enfermeiros aquando da avaliação de deglutição, e na abordagem à pessoa com disfagia estão de acordo com a literatura, porém as intervenções mencionadas não foram uniformes e sistemáticas. Foi possível mostrar que os enfermeiros manifestam necessidades formativas, o que se torna num fator dificultador das práticas. Por outro lado, a presença do Enfermeiro de Reabilitação assume-se como um fator facilitador na avaliação da deglutição, bem como a existência de protocolo. De acordo com estes resultados, foram definidos os objetivos do projeto e planeadas duas atividades: Ação de formação: Avaliação da Deglutição - O papel do enfermeiro na avaliação e intervenção precoce; e elaboração da proposta de procedimento de avaliação da Deglutição com recurso à escala de rastreio de disfagia: Escala de GUSS. Conclusão: A ação de formação: Avaliação da Deglutição - O papel do enfermeiro na avaliação e intervenção precoce, foi realizada em abril de 2019, sendo os resultados do seu impacto imediato positivos, quando avaliado o nível de satisfação dos participantes com a ação, relativamente à importância dos conhecimentos na melhoria do desempenho profissional. A atividade “elaboração da proposta de procedimento de avaliação da Deglutição com recurso à escala de rastreio de disfagia: Escala de GUSS” será apresentada no sentido de ser aprovada pela comissão científica do Hospital e figurar como protocolo do serviço
Introduction: Dysphagia is a high prevalence problem, frequent all over the world, and can affect people through the life cycle. Factors such as old age, institutionalization, neuromuscular deficiencies, stroke and tracheal intubation represent some of the risk factors associated with dysphagia. The presence of dysphagia is associated with higher mortality and morbidity rates by the increased risk of malnutrition and dehydration, risk of aspiration and consequent aspiration pneumonia, increasing hospitalization time and cost of hospitalization per patient. In intensive care, tracheal intubation and mechanical ventilation are common procedures, but they interfere with the normal swallowing process, frequently leading to post-extubation dysphagia. In this context, the nurses assume a key role as professionals in the early assessment of swallowing and identification the patient in intensive care with dysphagia. Objectives: contribute to the uniformity of nursing interventions in the assessment of swallowing. Methodology: the investigation work is based on the project methodology. In the stage of situation diagnosis we realize a qualitative study, exploratory-descriptive character. The results have been obtained through semi-structured interviews with 10 nurses and observation of practices in the assessment of swallowing with 12 nurses in the Intensive Care Unit of a North Region Hospital. Results: the practices described by nurses in the swallowing assessment and in the treatment of the person with dysphagia are in agreement with the literature, but the interventions mentioned were not uniform and systematic. It was possible to demonstrate that the nurses expressed formative needs, which becomes one of the factors identified. On the other side, the presence of the Rehabilitation Nurse is a facilitating factor in the assessment of swallowing, and also the existence of protocol. According to these results, the objectives of the project were defined and it was planned two activities: Formation action: Assessment of Deglutition - The role of the nurse in the assessment and early intervention; and the elaboration of the proposal protocol for assessment of the Deglutition using the Dysphagia Screening Scale: GUSS Scale. Conclusion: The formation action: Assessmenof the Deglutition - The role of the nurse in the assessment and early intervention, was realized in April of 2019, and the results of its immediate impact were positive, when the level of satisfaction of the participants with the action was evaluated, in relation to the importance of the knowledge in the improvement of the professional performance.The activity "Elaboration of the proposed protocol for assessment of Deglutition using the Dysphagia Screening Scale: GUSS Scale" will be presented in order to be approved by the scientific committee of the Hospital and to be included as protocol of the service.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Enfermagem de Reabilitação apresentada na Escola Superior de Saúde do Instituto Politécnico de Viana do Castelo
URI: http://hdl.handle.net/20.500.11960/2409
Aparece nas colecções:ESS - Dissertações de mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Carla_Costa.pdf4.35 MBAdobe PDFVer/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.